O Palmeiras continua batendo o pé e assustando a TV Globo na negociação sobre os direitos de transmissão. A emissora negou alguns pontos propostos pelo clube e tenta alguma ação emergencial para transmitir os jogos do Alviverde na TV aberta.

A diretoria pediu 18,5% de comissão em cima dos direitos do Pay Per View, assim como recebem Corinthians e Flamengo. Além disso, foi exigido também um número fechado de partidas transmitidas na TV aberta.

Outro ponto questionado pelo clube é a cláusula que prevê pagamento menor para clubes que fecharam com a Turner. O Palmeiras não concorda, e a Globo entende que se abrir exceção para o Verdão, terá que abrir para Santos e Internacional que, inclusive, já bateram o martelo.

No final de 2018, Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, não “amaciou” para a emissora e garantiu que o Palmeiras buscaria seus direitos com responsabilidade.

Se chegarmos a um acordo, teremos o Palmeiras na TV aberta. Caso contrário, não. Sabemos o valor da nossa marca e como somos importantes para o futebol brasileiro, quanto geramos de audiência. Isso tudo está sendo negociado e debatido. Obviamente, é uma negociação grande, mas tratada com muito respeito e muita responsabilidade, zelando pelos interesses do Palmeiras,” comentou.

Uma nova rodada de conversas deverá acontecer na próxima semana.

Comentários

comentários