O técnico Felipão, da SE Palmeiras, concede entrevista coletiva, após treinamento, na Academia de Futebol.

O técnico Luiz Felipe Scolari não poupou críticas contra a Federação Paulista de Futebol. O Palmeiras jogará três vezes fora de casa nas quatro primeiras rodadas do Campeonato Paulista. Enfrentou o Red Bull em Campinas na estreia (empate em 1 a 1), vai jogar contra Botafogo-SP (em casa), São Caetano e Oeste (fora). Depois retorna para o Allianz Parque onde enfrentará o Corinthians.

“São quatro jogos em 10 dias e três fora. Tem algum time grande que sai três vezes nos primeiros quatro jogos? Então perguntem à Federação”, afirmou Felipão.

Boicote

O Palmeiras está rompido com a entidade que organiza o futebol paulista desde 2018. Após a decisão do Campeonato Paulista, a diretoria conseguiu comprovar interferência externa contra o Corinthians, mas ainda assim o caso foi tratado com desdém pela Federação e pelo STJ-SP. Desde então Maurício Galiotte, presidente do clube, mantém distância.

Nenhum evento da entidade contou com presença de representantes do Palmeiras. A ausência causou enorme mal estar com Reinaldo Carneiro de Bastos, presidente reeleito da FPF. Alguns membros do clube entendem que a tabela foi montada assim de forma proposital, justamente para complicar o início de temporada e a preparação física dos jogadores.

Problema maior

Bastos também causou revolta na diretoria palmeirense em 2018. Na decisão da Copa do Brasil entre Cruzeiro e Corinthians, o dirigente foi visto descendo do ônibus alvinegro ao lado de Andrés Sanchez no Mineirão. O vídeo, gravado pelo canal Fox Sports, foi transmitido para os celulares dos dirigentes palmeirenses via whatsapp.