O jogador Diogo Barbosa, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Mateus Vital, do SC Corinthians P, durante partida valida pela quinta rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, na Arena Allianz Parque.

O Palmeiras dominou o clássico contra o Corinthians no Allianz Parque. Manteve a posse de bola em 63% e finalizou 24 vezes. Mas, dessas 24, apenas uma foi de fato no gol. O resto não ofereceu perigo algum ao goleiro Cássio, que pouco trabalhou no jogo.

O primeiro lance efetivo de ataque foi aos 21 minutos do primeiro com Dudu após chute desviado. O rival precisou de apenas quatro finalizações para converter uma em gol.

“Eles têm treinado bem, principalmente a bola parada, acertando, digamos, seis em dez. Hoje (sábado), erramos onze de dez. Foi um dia em que a bola parada entrava, mas não conseguíamos concluir com qualidade. Temos de continuar fazendo os treinos normais, ter mais organização no meio para que possamos ter mais chances não só pelo alto. A tônica foi essa, os erros nas finalizações,” disse Felipão após o jogo, já na sala de coletiva de imprensa da arena palmeirense.

Fazendo comparação com o jogo contra o Red Bull, o Verdão finalizou menos, mas foi mais assertivo. Finalizou sete vezes e conseguiu converter em dois gols. A média foi muito mais superior ao clássico deste sábado.

Felipão deve treinar mais a parte ofensiva durante a semana. Na segunda, dia 11, tem duelo contra o Bragantino no Pacaembu pela sexta rodada do Campeonato Paulista.