O ex-goleiro Marcos participou de noite de autógrafos nesta quinta-feira em um shopping de São Paulo. Centenas de torcedores do Palmeiras participaram e compraram suas unidades da camisa azul em homenagem ao título da Libertadores de 1999.

Durante o evento, o ex-goleiro aconselhou o atacante Dudu sobre a seleção brasileira. Tite, mais uma vez, deixou o jogador de lado e convocou David Neres para alguns amistosos.

“É sempre importante ser convocado. Isso motiva o jogador, e para o Dudu acho que seria sensacional. Jogar na Seleção é aquele sentimento de dever cumprido, de ser um dos melhores do pais, mas tem que levantar a cabeça, é novo, tem muito jogo para decidir em favor do Palmeiras, e convocação tem um monte. Tem que trabalhar para estar na próxima”, afirmou Marcos.

Hora de ganhar a Libertadores

Já se passaram vinte anos da última – e primeira – conquista da Libertadores. Desde então o clube avançou bastante na competição, mas não repetiu o feito.

Em 2018 alcançou a semifinal, porém caiu para o Boca Júniors. Será que 2019 vem a taça, a tão sonhada taça?

“Ao longo da competição é muito difícil a gente saber o que vai acontecer. As vezes pode pegar um time que está jogando muito bem. Isso pode trazer uma carga de responsabilidade maior, que acaba trabalhando ou as vezes pegar um time que não está tão bem, mas cresce na competição. Ao longo do mata-mata, foi pegando confiança. A gente perdia de 1 a 0 e comemorava, sabendo que ia reverter. Mas acho que ainda é muito cedo, mas acredito que o Palmeiras seja um dos favoritos”, comparou o ex-goleiro.

Antes de pensar na competição continental, o Verdão tem clássico contra o São Paulo no Pacaembu neste sábado. O duelo será 16h30 e pode confirmar a classificação para a próxima fase do Estadual.