O jogador Dudu, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador, do G Novorizontino, durante partida valida pelas quartas de final (ida), do Campeonato Paulista, Série A1, no Estádio Jorge Ismael de Biasi.

Hoje era para ser um dia especial para o futebol paulista. A estreia do VAR, o famoso árbitro de vídeo, marcou o início das quartas de final do Campeonato Paulista. O duelo entre Novorizontino e Palmeiras abrigou a primeira experiência da tecnologia inovadora que promete coibir erros da arbitragem. Mas não foi isso que aconteceu.

O time da casa abriu o placar aos 38 do primeiro tempo. Murilo dominou a bola com as mãos e Raphael Klauss não viu. O jogador avançou e chutou. Prass defendeu, largou e Cléo Silva balançou as redes. O gol foi irregular e Klauss nem árbitro de vídeo pediu. Disse aos jogadores em campo que estava “convicto” de que o lance foi legal. Porém a jogada não estava em seu campo de visão, depondo totalmente contra ele.

Antes do lance polêmico, Borja havia perdido dois gols. E arrancou a paciência de Felipão também. Na segunda etapa foi substituído por Arthur Cabral. Scarpa também deixou o campo para a entrada de Felipe Pires.

Aos 13, Klauss parou o lance após toque de mão do zagueiro Antônio Carlos. Pediu a ação do VAR e assinalou pênalti para o time da casa. Murilo bateu e Fernando Prass defendeu.

Felipão sacou Ricardo Goulart e colocou Lucas Lima. O objetivo era melhorar a armação. E conseguiu.

Aos 21, Arthur Cabral aproveitou falha de Felipe Pires e girou para chutar. A bola foi no canto, sem chances para o goleiro Oliveira: 1 a 1.

Com a igualdade no placar, ambos os times pisaram no freio. O Verdão trocava passes e avançava bem pouco, enquanto o Novorizontino parecia estar satisfeito com o resultado.

O próximo jogo será no Pacaembu, terça-feira. Vitória simples coloca o Alviverde na semifinal do Paulista. E que o VAR trabalhe direito junto com a arbitragem, sem prejudicar ninguém.

FICHA TÉCNICA
NOVORIZONTINO 1 X 1 PALMEIRAS

Local: Dr. Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP)
Data: Sábado, dia 23 de fevereiro de 2019
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Luiz Alberto Andrini Nogueira
VAR: Thiago Duarte Peixoto
Cartão amarelo: Danielzinho (NOV)
Público: 4.014 pagantes / 4.925 total
Renda: R$ 238.210,00

GOLS:
Novorizontino: Cléo Silva, aos 37 minutos do 1T.
Palmeiras: Arthur Cabral, aos 21 minutos do 2T.

NOVORIZONTINO: Oliveira; Lucas Ramon (Dudu Vieira), Everton Sena, Edson Silva e Paulinho; Adilson Goiano, Jean Patrick e Cléo Silva; Murilo (Carlinhos), Danielzinho e Felipe Marques (Elvinho).

Técnico: Roberto Fonseca

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique e Ricardo Goulart (Lucas Lima); Gustavo Scarpa (Felipe Pires), Dudu e Borja (Arthur Cabral)
Técnico: Luiz Felipe Scolari