O Palmeiras é o maior campeão brasileiro, com 10 títulos. Uma curiosidade em relação a essas conquistas é a grande presença de bicampeonatos, ou seja, de dois títulos em campeonatos seguidos. Ou seja, na busca pelo bi, o Palmeiras sempre entra forte.

Neste mês de abril começa mais uma campanha no Campeonato Brasileiro para repetirmos como campeões nacionais. Por isso vamos relembrar anos similares, para saber erros, acertos e como foram essas caminhadas com o título brasileiro em mãos e buscando a manutenção.

1961
O primeiro título brasileiro do Palmeiras é de 1960, em conquista contra o Fortaleza que não dá para botar defeito. A final da Taça Brasil foi 3 a 1 pró-Palmeiras no Ceará e depois de levar 1 a 0 com seis minutos no Pacaembu, o Alviverde atropelou e fez 8 a 2.

A campanha de 1961 foi decepcionante. O time enfrentou o Coritiba na fase quartas de final da Zona Sul, venceu o primeiro jogo, perdeu o segundo, mas conseguiu um bom triunfo, por goleada no jogo de desempate: 4 a 1.

O rival nas semis foi o Grêmio. Nova vitória no Pacaembu e com o empate em Porto Alegre, a equipe avançou até a final da Zona Sul, onde pegou o América do Rio, à época um esquadrão. O jogo no Pacaembu terminou em empate e o time carioca venceu por 2 a 1 no Maracanã. A primeira campanha pelo bi terminou e o Santos sagrou-se campeão da Taça Brasil de 1961.

1967
O ano de 1967 é daquelas coisas que só acontecem no Brasil. A Taça Brasil ainda aconteceu – e teria mais uma edição – mas o Roberto Gomes Pedrosa, campeonato que seria melhor compreendido como o torneio nacional que definiria o Campeão Brasileiro, começou nesse ano.

A Academia do Palmeiras não quis deixar dúvidas quem era esse melhor time do Brasil. No Robertão chegou ao último jogo do quadrangular final com duas vitórias e três empates e só precisa de mais um empate com o Grêmio para levar o Troféu. Venceu. Isso foi em junho.

  Palmeiras: Galiotte indica atitude que pode tomar sobre Mattos. Confira!

Em julho começou a Taça Brasil, mas o Alviverde só entrou nas semis por ser o Campeão Paulista de 1966. O time bateu o Grêmio em três jogos e jogou a final contra o Náutico. César Maluco abriu o placar nos Aflitos e o Palmeiras venceu por 3 a 1. Mas os pernambucanos eram osso duro de roer e vencer no Pacaembu por 2 a 1.

O jogo decisivo rolou no Maracanã no dia 29 de dezembro: Cesar fez mais um e Ademir da Guia, o Divino, fechou a contagem. 2 a 0 e um bi no mesmo ano.

1973
O Campeonato Brasileiro começou a ser mais uniforme a partir de 1971 e por quatro décadas só foi considerado campeão brasileiro quem venceu a partir desse ano. Já em 1972 o Palmeiras pegou o Troféu nessa nova forma de disputa e para 73 o time continuava favorito.

O torneio teve 40 clubes de 20 estados e o Palmeiras além ter a Academia, ainda contava com uma defesa sólida que levou apenas 11 gols em 28 jogos. Na segunda fase mais 9 jogos e apenas um gol sofrido, na vitória por 3 a 1 para o América-MG.

A fase final foi um quadrangular e o Palmeiras começou vencendo por 1 a 0 no Mineirão contra o Cruzeiro, por 2 a 1 contra o Inter no Morumbi, em jogo que os colorados abriram o placar com 5 minutos e o Palmeiras virou aos 77 e 80 e um 0 a 0 contra o São Paulo que foi o do título.

1994
O Palmeiras ficou mais de duas décadas sem vencer. Evair e Edmundo fizeram os gols do título no jogo de volta contra o Vitória.

Para 1994, a Parmalat continuou seu investimento e o time continuou vencendo. A equipe avançou contra Bahia e Guarani até chegar na grande final contra seu arquirrival Corinthians. E Rivaldo foi o dono das decisões.

O primeiro jogo estava 3 a 0, com dois de Rivaldo e um de Edmundo antes de Marques fazer o gol solitário do Corinthians. No jogo de volta, 1 a 1 em jogo nervoso com três expulsões. O Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo era bi.

  Palmeiras: Mano fala sobre a vitória contra a Chapecoense

2017
Mais duas décadas se passaram até a conquista do Palmeiras no Brasileiro novamente. A equipe fez um excelente campeonato com Cuca no comando e venceu com várias rodadas de antecedência.
Para 2017, a equipe voltou como favorita, mas a turbulência foi grande. Eduardo Baptista foi demitido, Cuca voltou mas logo saiu novamente e o time terminou o ano com Alberto Valentim como treinador. Mesmo com tudo isso, a equipe terminou em segundo, mas o campeonato do Corinthians fez o ano ser amargo. Torçamos para que 2019 seja diferente!

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Brasileiro_de_Futebol_de_1994
criatives.com.br