O técnico Felipão, da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe da AA Ponte Preta, durante partida valida pela décima segunda rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, na Arena Allianz Parque.

Com elenco bem recheado de bons nomes, o Palmeiras não consegue aproveitar todos os seus recursos. Com o começo do Campeonato Brasileiro no próximo dia 28, a comissão técnica promete avaliar alguns casos e dar mais oportunidades.

O meia Alejandro Guerra chegou a ser procurado pelo Bahia, mas não conseguiu sua liberação. Treina na Academia de Futebol, porém não teve chances. Considerado um dos grandes nomes do elenco, o venezuelano foi perdendo posição e caiu no ostracismo.

O lateral Fabiano teve proposta para seguir no Internacional, mas o Palmeiras também não liberou. Ele é o tipo de jogador que Felipão gosta, porém o treinador está satisfeito com suas laterais.

O zagueiro Juninho atrai a atenção de Felipão e foi inscrito no Paulista, inclusive. Mas o retorno de Luan minou as esperanças do defensor, que pode ganhar novas possibilidades no decorrer da temporada. O contrato vinculado vai até abril de 2022.

Por fim, o volante Matheus Fernandes, contratado junto ao Botafogo-RJ, ainda não fez sua estreia oficial. O atleta faz reforço muscular na academia e deve ter condições ideais nas duas próximas semanas.

A comissão técnica deve promover o famoso rodízio que deu certo em 2018. Com Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro em disputa, o objetivo é não saturar nenhum atleta e manter o equilíbrio e a regularidade.

O elenco volta aos treinos nesta terça-feira.