O jogador Borja, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do Fluminense FC, durante partida valida pela trigésima quarta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na Arena Allianz Parque.

O Palmeiras está de folga. Os atletas estão viajando e curtindo seus familiares com tranquilidade. Já o centroavante Miguel Borja está procurando um novo clube para jogar.

Sem oportunidades com Felipão, o colombiano pediu para ser negociado. E o futebol dos Estados Unidos se interessou pelo passe. Alguns clubes sondaram o empresário do jogador e as conversas já começaram.

Juan Pablo Pachon, que dirige a carreira de Borja, admitiu que as conversas evoluíram. Em entrevista recente, Pachon garantiu que Borja e Guerra não devem seguir no Palmeiras e que as negociações prosseguirão até a volta das atividades do Alviverde nos campeonatos em disputa.

A diretoria só aceita vendê-lo. Quer recuperar parte ou a totalidade dos R$ 35 milhões gastos na aquisição. Um empréstimo está totalmente fora de cogitação neste momento.