(Foto: Edu Andrade/Fatopress)

O Palmeiras é líder do Campeonato Brasileiro com cinco pontos de diferença. Na Libertadores se classificou em primeiro no ranking geral. Na Copa do Brasil passagem para as quartas de final. Qual o segredo de tanto sucesso?

Podemos confirmar que é o setor defensivo. Felipão conseguiu montar um time completo de marcadores. Além dos defensores, todos participam da marcação e dificultam a vida dos adversários. O ataque, por sua vez, faz o básico para adicionar números ao placar. Com resultados menores, o Palmeiras tem feito grandes campanhas.

Até o momento, o Alviverde levou apenas 2 gols em nove rodadas do Brasileirão. No ano, são 33 jogos e apenas nove gols tomados, o que dá uma média de 0,27 gols por partida.

Grandes europeus não tem essa média. A Juventus, grande campeã na temporada, tem média de 0,82 gols sofridos por certame. O Manchester City, da Inglaterra, tem média de 0,64. Disputaram 61 jogos e viram as redes balançarem por 39 vezes.

Reforços chegam para melhorar ainda mais os números

Recentemente o clube confirmou a contratação do volante Ramires, que tem características de marcação. Alexandre Mattos, executivo de futebol, está em busca de mais um zagueiro para competir com Gómez e Luan. O objetivo é ter um nome de peso para brigar pela vaga ou ser o substituto direto. Antônio Carlos e Dracena, por enquanto, fazem parte da dupla suplente.

Na volta após a Copa América, o Palmeiras tem clássico contra o São Paulo no Morumbi. Se não levar gols, tem a chance de melhorar ainda mais a já excelente média. O torcedor palmeirense poderá viver momentos de glória em 2019.

  Palmeiras: Mano fala sobre a vitória contra a Chapecoense