O Palmeiras trouxe os atacantes Carlos Eduardo e Felipe Pires em 2019. Sem engrenar, Carlos Eduardo é reserva e entra esporadicamente, sem grande destaque, enquanto Felipe Pires foi repassado ao Fortaleza sem custos. A dupla não evoluiu.

A solução parecia estar debaixo do nariz. Emprestado ao Bahia, o meia-atacante Artur tem se destacado bastante. Ao todo são 37 partidas com seis gols e nove assistências. Tornou-se um dos grandes atletas do elenco de Roger Machado, que também tem o zagueiro Juninho e o meia Alejandro Guerra, ambos repassados por empréstimo.

Deve voltar em dezembro

A diretoria e a comissão técnica analisam de perto a situação do jovem criado nas categorias de base. Em dezembro, o Palmeiras deverá solicitar o retorno de Artur e renovar contrato. O atual vínculo vence em dezembro de 2021.

LEIA MAIS:
Palmeiras treina com força máxima; Galiotte e Mattos observaram movimentação
Palmeiras contrata meia surdo para a base
Palmeiras: Ramires quase pronto e Dourado em tratamento
Participe do nosso grupo no Telegram e concorra à uma camisa oficial autografada!

Como é de costume, o assunto não é divulgado e nem discutido diante da imprensa. Informações de bastidores apontam essa possibilidade.

Borja ou Luiz Adriano?

O Verdão treina forte para enfrentar o Bahia. Neste sábado, a preparação foi encerrada. Felipão deve escalar o centroavante Borja ou optar pela estreia de Luiz Adriano. O colombiano está na frente pela vaga.

Na zaga, Vitor Hugo pode fazer sua estreia. O zagueiro Gustavo Gómez está suspenso e não poderá jogar. Edu Dracena e Antônio Carlos são as opções mais conservadoras.