O gramado do Allianz Parque foi trocado na semana passada. Passou por um período de adaptação, mas ainda assim não ofereceu o mínimo para a prática esportiva. Cheio de ondulações e buracos, dificultou bastante para o Palmeiras jogar com o Atlético-MG.

Palmeiras foi prejudicado

Mais técnico e com mais toque de bola, o time de Mano Menezes foi prejudicado pelo novo gramado. O problema, aliás, é antigo. Desde sua inauguração, o Allianz Parque é motivo de fortes críticas internas por parte da diretoria.

Ontem, no empate em 1 a 1 com o Atlético-MG, quem comemorou foi o técnico do adversário, Rodrigo Santana. Na coletiva pós jogo, Santana disse que para quem propôs ficar na defesa, a irregularidade do local foi boa.

“Para quem veio se defender, estava ótimo,” referiu-se ao gramado da arena.

Sem posicionamento oficial

A arena evita comentar qualquer assunto polêmico relativo ao gramado. A área de comunicação e a área de mídias sociais procuram apenas exaltar os pontos positivos, mas não respondem perguntas sobre tal problema. Ontem centenas de palmeirenses reclamaram em um dos perfis do Allianz Parque, mas nenhuma resposta foi dada.

O Palmeiras deve, mais uma vez, conversar com a construtora sobre a situação. Alguns assuntos ainda estão em discussão na Câmara de Arbitragem da Fundação Getúlio Vargas.

LEIA MAIS:
Palmeiras: Dudu analisa empate e projeta busca da liderança
Palmeiras sai atrás, empata, pressiona, mas não consegue vencer o Atlético-MG
Keno, ex-Palmeiras, sofre grave lesão. Imagens fortes!
Participe do nosso grupo no Telegram

  Palmeiras: Galiotte indica atitude que pode tomar sobre Mattos. Confira!