Após viagem, Palmeiras deve aprovar novidade no Allianz Parque

Gramado sintético do Heracles, da Holanda
Gramado sintético do Heracles, da Holanda

Palmeiras e Allianz Parque viveram momentos intensos de discussões fora das quatro linhas. A péssima condição do gramado proposto pela construtora é um dos fatores que causa problemas na relação até hoje. Sempre quando acontece um evento na arena, a entrega do gramado fica ainda pior. E a situação fica terrivelmente pior quando jogadores reclamam da qualidade. O meia Moisés, antes de ser vendido para a China, criticou bastante o local para a prática esportiva.

Após analisar algumas possibilidades, uma comitiva do clube viajou para a Holanda em busca de informações sobre gramado sintético. As despesas foram pagassobr pela empresa Soccer Grass.

Palmeiras gostou do que viu

Alexandre Mattos, executivo de futebol, e Alexandre Zanotta, vice-presidente, viajaram para a Europa e visitaram o centro de treinamento da seleção holandesa, além do CT do Heracles e da GreenField, empresa que produz e instala o produto.

Além do Allianz Parque, o clube alviverde quer instalar a grama sintética em um dos campos da Academia de Futebol. Muito provavelmente o campo onde os profissionais treinarão, visando adaptação às mudanças propostas por esse estilo de gramado.

No Brasil, o Athletico tem o produto em sua arena, no Paraná. O gramado da Soccer Grass, entretanto, é de qualidade muito superior e torna a mudança mais branda. A bola não quica tanto e fica bem próximo do gramado natural, principalmente no aspecto.

A decisão sobre a inserção da grama sintética deve sair até dezembro. A novidade pode ser apresentada já na disputa do Campeonato Paulista edição 2020.

LEIA MAIS:
Palmeiras finaliza preparação para pegar a Chape. Veja provável time
Palmeiras: Mattos envia notificação à torcida organizada e pede explicações
Hulk negociando com o Palmeiras? Veja o que sabemos!
Participe do nosso grupo no Telegram