O jogador Borja, da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do Ituano FC, durante partida valida pela nona rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, na Arena Allianz Parque.

O Palmeiras enfrenta o Corinthians neste sábado, 19h, no Estádio do Pacaembu. O confronto é válido pela trigésima segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Vice-líder, o Verdão ainda luta pela conquista do Nacional. O Flamengo, líder, tem 71 pontos.

Mano Menezes deve escalar o que o Palmeiras tem de melhor. Bruno Henrique, Dudu e Gustavo Scarpa devem retornar ao time. Todos foram poupados no confronto contra o Vasco. Luiz Adriano passará por testes antes da partida e terá sua situação física avaliada. Se não sentir dores, joga. Caso contrário Willian deve assumir a posição.

LEIA MAIS:
Palmeiras: Luiz Adriano passa por exames; Veja os resultados!
Provável escalação do Palmeiras para o clássico contra o Corinthians. Confira!
Siga nosso Instagram

Borja, magoado, deve sair do Palmeiras

Mesmo às vésperas do clássico, o assunto Miguel Borja tomou força e domina as rodas de discussão. Depois de ser criticado por Mano em entrevista na TV fechada, o colombiano relatou abatimento e vontade de sair do Palmeiras. Sem clima, Borja deve mesmo ser negociado. E não deverá ser relacionado para o Derbi de amanhã.

José Panchon, seu agente, já conversa com alguns clubes de fora do país. O Junior Barranquilla, time de coração de Borja, sinalizou com uma possível proposta. Entretanto a situação financeira do clube pode ser impeditivo para a conclusão do negócio.

Além de pagar R$ 30 milhões no ato de sua contratação em 2016, a diretoria palmeirense quitou mais R$ 11 milhões. Tal valor estava previsto em contrato e foi direcionado para o Atlético Nacional.

Não está descartada a hipótese de empréstimo. Aliás é uma forma interessante para o Palmeiras avaliar se, de fato, Borja foi uma furada ou só vive má fase, além da falta de adaptação.

Assim como Borja, Alejandro Guerra também não conseguiu desenvolver seu futebol. Foi emprestado ao Bahia, onde caiu no ostracismo. E não deve voltar ao Palmeiras em 2020.