Muros da sede social do Palmeiras são pichados novamente

Fonte: Reprodução internet
Fonte: Reprodução internet

A derrota para o Flamengo em casa pelo placar de 3 a 1 trouxe sérias consequências para o Palmeiras. O revés confirmou as demissões de Alexandre Mattos, executivo de futebol, e Mano Menezes, treinador. Mano não ficou muito tempo no comando do futebol palmeirense.

Muros do Palmeiras são pichados

Na noite deste domingo, os muros da sede social do Palmeiras, que ficam ao lado do Portão A, foram pichados mais uma vez. “Presidente Banana” e “time sem vergonha” foram as principais inscrições feitas pelos torcedores.

Momentos após o ato de vandalismo, a Polícia Militar fez ronda no local e ficou de prontidão para evitar maiores danos.

Protestos

Uma das torcidas organizadas do Palmeiras tem feito protestos consequentes contra a atual diretoria. Até Paulo Buosi, vice-presidente do clube, foi vítima. Na porta de sua empresa foram despejadas laranjas com sua foto. Na semana passada, bananas foram despejadas na porta da empresa de Maurício Galiotte.

A demissão de Alexandre Mattos era o desejo da torcida. O clube busca outro profissional para suprir a ausência de Mattos e comandar o departamento de futebol. Existe a possibilidade de montagem de uma comissão para o departamento, visando a auditoria das contratações e suporte específico.

LEIA MAIS:
Sampaoli é o principal alvo do Palmeiras para 2020
Maurício Galiotte explica demissões de Mattos e Mano Menezes do Palmeiras
Siga nosso Instagram