Colombiano diz que Palmeiras ofereceu R$ 38 mi para tirá-lo do Monterrey

0
7852


Depois de contratar Alejandro Guerra, o Palmeiras estaria atrás de mais um estrangeiro. Em entrevista à “Rádio Caracol”, da Colômbia, o meia Edwin Cardona afirmou que o time paulista ofereceu US$ 12 milhões (R$ 38,52 milhões) para tirá-lo do Monterrey, do México.

“Ofereceram US$ 12 milhões, mas minha cláusula (de rescisão) não é essa. Se a decisão fosse minha, iria de olhos fechados (para o Palmeiras), porque quero jogar”, afirmou Cardona.

“Não terminei o ano como queria no clube (Monterrey), mas na seleção fui muito bem. As decisões técnicas foram do clube, mas se fosse por mim, gostaria de ir”.

Como já havia noticiado o UOL Esporte, a cláusula de rescisão de Cardona é de R$ 40 milhões e o Palmeiras estuda maneiras de contratá-lo. Uma das opções é simplesmente utilizar o caixa do clube, que vive um ótimo momento financeiro e vendeu Gabriel Jesus ao Manchester City por 32 milhões de euros. Outra alternativa é uma ajuda da patrocinadora Crefisa, que já auxiliou na chegada de Lucas Barrios em 2015.

Aos 24 anos, Cardona começou a carreira no Atlético Nacional. Em 2014, o colombiano se transferiu para o Monterrey, equipe que defende atualmente. Sobre a negociação, o jogador disse estar “tranquilo”.

“No entanto, não se pode descartar a possibilidade (de sair), pois nós como estrangeiros podemos sair até 30 de janeiro. Sendo assim, estou tranquilo aqui, trabalhando com o clube e esperando, mas meu pensamento está agora no Monterrey”.

Na mesma entrevista, Cardona disse gostar do futebol brasileiro, mas não escondeu que sua vontade é de se transferir para a Europa. “(O futebol brasileiro) É um futebol que me chama muito atenção e gostaria de ir, mas, como jogador, penso em ir para grandes clubes da Europa. Não é que no Brasil não tenha equipes muito grandes, mas desejo chegar lá (na Europa)”.

Comentários

comentários