O jogador Borja, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do América FC, durante partida válida pelas oitavas de final (ida), da Copa do Brasil, no Estádio Independência.

O Palmeiras é assediado por diversos clubes de fora do país. A parada para a disputa da Copa do Mundo pode trazer sérias consequências para o elenco do técnico Roger Machado.

O meia Tchê Tchê e o lateral João Pedro já foram vendidos. O atacante Keno, um dos destaques do Verdão, está muito perto de anunciar sua saída. Deve ir para o fute árabe.

Outro jogador que pode deixar o Palmeiras é Miguel Borja. Centroavante da Colômbia no Mundial da FIFA, Borja já atrai sondagens de clubes da Europa. A diretoria já tem proposta pelo jogador, mas não analisou. Vai esperar o colombiano retornar para conversar.

A Crefisa, patrocinadora do clube, desembolsou cerca de R$ 30 milhões para contratá-lo. Na época, Borja era uma das sensações do Atlético Nacional-COL e atual Campeão da Copa Libertadores. Alejandro Guerra, seu parceiro no meio campo, também foi contratado pelo Palmeiras.

Antes de viajar para a Rússia, Borja reafirmou seu desejo de continuar. Mas, dependendo da proposta, mantê-lo no elenco pode ser improvável.