Palmeiras: Galiotte demonstra insatisfação com VAR na CBF e pede reunião

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, se incomodou com a arbitragem do empate entre Palmeiras e Bahia. O mandatário alviverde demonstrou insatisfação com o VAR em visita à sede da CBF, no Rio de Janeiro.

O segundo pênalti assinalado pela arbitragem, na opinião da diretoria palmeirense, não foi justo. O jogador baiano já tinha perdido o tempo de bola e Luan encostou sem força, sem exercer pressão. Depois de muita demora, Igor Benevenuto viu o vídeo e proferiu a penalidade. Com a igualdade no placar, o Verdão perdeu a chance de se aproximar ainda mais do Santos na classificação.

LEIA MAIS:
Felipe Melo deve ser julgado pelo STJD e pode pegar gancho pesado
Sem espaço, atacante do Palmeiras fica perto do Vasco
Palmeiras obedece regra da Polícia, mas pode ser punido pelo STJD
Participe do nosso grupo no Telegram!

Galiotte foi até a CBF nesta segunda e pediu reunião

Maurício Galiotte visitou a sede da CBF no Rio de Janeiro nesta segunda-feira. Aproveitou para conversar com o ex-árbitro Leonardo Gaciba, novo chefe de arbitragem da Confederação. Galiotte propôs reunir os clubes e a comissão de arbitragem para discutir o uso do VAR ao final do primeiro turno. Gaciba prometeu analisar.

Palmeiras sempre foi favorável

Desde que a ideia do árbitro de vídeo foi levantada no Brasil, o Palmeiras sempre apoiou a implantação. Entretanto o clube sempre ponderou o uso da tecnologia de forma adequada.

Ontem, por exemplo, o jogo ganhou dez minutos de acréscimo por conta da demora na análise dos lances pela arbitragem.

  Palmeiras: Mano fala sobre a vitória contra a Chapecoense