Palmeiras pode chegar em uma final de Torneio Sulamericano após 10 anos. E com Felipão no comando.

Depois de 10 anos, o Palmeiras pode mais uma vez figurar entre os melhores da América do Sul. O confronto diante do Goiás pode marcar a volta triunfal de Felipão ao Palmeiras. Sempre no bombardeio, o treinador ainda não teve a chance de curtir o seu retorno ao futebol brasileiro. Felipão só tem sofrido: é radinho na cabeça, arbitragem bagunçada e campos com gramados péssimos. Agora é a vez de Felipão curtir.

O treinador optou por priorizar a Copa Sulamericana. Com isso, acabou escalando reservas no combalido Campeonato Brasileiro, que já não tinha nenhum atrativo. Tomando essa atitude, Felipão conseguiu dar uma certa “mordomia” aos atletas, dando-lhes finais de semana com a família e um descanso um pouco mais prolongado. Agora o treinador quer o retorno disso, e já fez  reunião motivacional nesta terça-feira para demonstrar aos atletas a importância de chegar na final.

A vitória por 1 a 0 em Goiânia deu bastante fôlego e tranquilidade para o Palmeiras trabalhar. Sem pressão, Felipão conseguiu fazer diversos treinamentos específicos. Para facilitar – ou  dificultar – o Goiás foi matematicamente rebaixado no Brasileiro, após ser goleado pelo Santos por 4 a 1. A tragédia, no entanto, não anima o técnico palmeirense, que pediu extrema atenção ao setor defensivo.

O time deve entrar em campo da mesma maneira que entrou na quarta-feira passada. O desfalque será Valdívia, que ainda cuida de uma fibrose na coxa esquerda. Marcos está em fase final de tratamento, mas deve voltar só em 2011.

O Goiás também deve repetir a equipe, contando com o rápido e perigoso Rafael Moura no ataque.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS x GOIÁS

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 24 de novembro de 2010, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (BRA)
Assistentes: Altermir Hausmann e Alessandro Rocha (ambos brasileiros)

PALMEIRAS: Deola; Márcio Araújo, Maurício Ramos, Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Marcos Assunção, Tinga e Lincoln; Kleber e Luan
Técnico: Luiz Felipe Scolari

GOIÁS: Harlei; Rafael Toloi, Ernando e Marcão; Douglas, Amaral, Carlos Alberto, Marcelo Costa e Wellington Saci; Felipe e Rafael Moura.
Técnico: Arthur Neto.

Comentários

comentários