A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, nesta quarta-feira, o projeto de lei nº 288/2011, que autoriza a Prefeitura de São Paulo conceder descontos tributários no valor de R$ 420 milhões para a construção do futuro estádio do Corinthians.

O Corinthians receberá Certificados de Incentivos e Desenvolvimento (CID) de R$ 50 mil cada, válidos por 10 anos. O valor total das isenções chegaria a R$ 420 milhões.

O vereador corintiano José Américo, do PT, disse que o estádio não é a solução para a região, mas que pode “impulsionar” o crescimento. “Esse projeto fará um bem enorme para a Zona Leste, que precisa de incentivos. Temos de criar vetores de desenvolvimento econômico naquela região. Entendo meus colegas que dizem que um estádio não resolve os problemas da Zona Leste, mas ele impulsiona todo esse processo”, disse.

O Palmeiras, juntamente com a WTorre, deve exigir nas próximas semanas o mesmo pacote de benefícios. Afinal, os alvinegros ganharão incentivos públicos para construção de uma obra pública, incabível na constituição federal. Alguns vereadores já se mobilizam para reaver essa decisão, totalmente inconstitucional.

Veja no painel quem votou à favor dos incentivos:

Comentários

comentários