Verdão dominou do começo ao fim e venceu o União Barbarense com gol do estreante Leandro.

Por Thiago Gomes

Foi sufocante! o Verdão prensou o União Barbarense, fez o goleiro adversário praticar várias defesas difíceis e conseguiu vitória após gol de Leandro, que entrou na segunda etapa. O time melhorou bastante com a entrada de Valdívia, que quis mostrar jogo. Com Caio e Leandro, na segunda etapa, o Palmeiras conseguiu trabalhar melhor e evoluir.

Melhor no primeiro tempo, o time de Gilson Kleina teve três chances cruciais: uma com Vinícius, que chutou forte e viu a bola tirar tinta da trave. Outra com Wesley e uma com Vilson. Facilmente, o placar deveria ter virado 3 a 0. Mas o goleiro adversário e a falta de objetividade na finalização não permitiram os gols.

Na segunda etapa, o Palmeiras atuou da mesma maneira: em cima da Barbarense, mas sem conseguir ser prático. Kleina mandou Valdívia no lugar de Wesley, e o time melhorou sensivelmente.

O primeiro lance do chileno foi maravilhoso: bola para Vinicius que chutou em cima de Walter. No retorno, voleio de Souza para fora.

Aos 23 minutos, Marcelo Oliveira cometeu falta e foi expulso. Com um a menos, o time de Palestra Itália teve que se precaver um pouco mais, e chamou o adversário para cima. O Barbarense até tentou pressionar, mas a defesa do Verdão não permitia qualquer tipo de infiltração.

Aos 36, gol! Bola recuperada na entrada da área e Leandro chutou forte no canto de Walter. Um chutaço, um golaço. Para delírio dos 21 mil palmeirenses presentes no Pacaembú.

No final, o time adversário até tentou, mas Prass fez duas defesas importantes garantindo a vitória do Palmeiras.

 

Análise

Pontos positivos: Valdívia entrou e fez a diferença no campo. A torcida do Palmeiras, que mesmo com o preço do ingresso (que baixou de 40 para 30 reais), compareceu em bom número e incentivou, mostrando sintonia com a equipe.

Pontos negativos: Marcelo Oliveira não precisava cometer a falta que cometeu para ser expulso.

 

Frase

“Estamos evoluindo a cada jogo. Fizemos trocas durante o jogo com o Patrick de atacante pelo lado direito, terminando como lateral-esquerdo. Todos estão se entregando pelo grupo. Dentro de casa, fzer o dever de casa é importante. Quem entrou, entrou bem, quando fizemos gol, ficamos com muita característca ofensiva, e preocupação em não levar. Tivemos dificuldade para fazer o gol, não por não criar, mas por não ter tanta tranquilidade. 1 a 0 pelas circustancias foi goleada. É continuar nessa batida,” disse Gilson Kleina, treinador palmeirense, após o término da partida no Pacaembú.

 

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 0 UNIÃO BARBARENSE

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 24/2/2013 – 16h
Árbitro: Rodrigo Guarizo do Amaral (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e Alex Ang Ribeiro

Renda/ público: R$ 476.310/ 19.128
Cartões amarelos: Itaqui, Bruno Pires, Juliano e Edilson (UBA); Leandro (PAL)
Cartões vermelhos: Marcelo Oliveira (PAL)
GOL:
 Leandro 36’/2T (1-0)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Weldinho, Maurício Ramos, Henrique, Marcelo Oliveira, Vilson, Márcio Araújo (Caio), Souza, Wesley (Valdivia), Patrick Vieira, Vinícius (Leandro). Técnico: Gilson Kleina.

UNIÃO BARBARENSE: Walter, Alex, Juliano, Edson Borges, Guilherme Batata, Júnior Goiano (Edilson), Itaqui, Bruno Pires (Rafael Silva), Cesinha, Caihame (Dairo), Bachin. Técnico: Moisés Egert

 

Gols

Comentários

comentários