Os laterais Mayke e Diogo Barbosa foram julgados pelo Superior Tribunal de Justiça no Rio de Janeiro. Foi analisada a confusão que envolveu os jogadores do Verdão e o atacante Sassá, do Cruzeiro, em partida válida pela Copa do Brasil.

Mayke e Diogo pegaram duas partidas cada, e o cruzeirense pegou seis. Antes de julgar os jogadores, o Alviverde foi julgado pela briga entre a torcida e a Polícia Militar de Minas Gerais.

Rodrigo Raposo, presidente da Mesa, chegou a sugerir a perda de mando. Momentos depois demoveu da decisão e aplicou R$ 50 mil de multa.

Outra curiosidade: a multa aplicada era de R$ 20 mil. Mas Raposo explicou o aumento drástico para R$ 50 mil: “o Palmeiras virou uma potência”.

Ambos laterais não poderão jogar contra o Grêmio.

Comentários

comentários