O Palmeiras caminha para ter um novo patrocínio. Nesta terça-feira, o vice-presidente do clube, Alexandre Zanotta, se reuniu com representante da Blackstar, Rubnei Quicoli. A proposta é de R$ 1 bilhão por dez anos de contrato.

Rubnei avaliou como positiva a conversa. “A preferência [da oferta] é do Palmeiras, que pode manter o patrocínio da Crefisa, não tenho interesse que saia do clube”, comentou.

Se não fechar com o Palmeiras, o executivo garantiu que o patrocínio passará para outros dois clubes do Brasil. “Mas para o caso de o acerto não sair, já estou conversando com pessoas ligadas ao Corinthians e Flamengo. Avisei que primeiro quero terminar a conversa com o Palmeiras, então vamos aguardar.”

A carta de intenção do patrocínio foi passada para Genaro Marino, então candidato da oposição. Assim que a eleição terminou, Marino entregou o documento à Maurício Galiotte, presidente eleito. Galiotte conversou com a Crefisa e avaliou positiva reunião com representantes da empresa de energia e bioenergia.

Nova reunião deve ser agendada e, desta vez, com a presença do atual presidente.

  Palmeiras: Galiotte indica atitude que pode tomar sobre Mattos. Confira!