Tirone e Frizzo negaram qualquer conversa sobre o futuro do técnico palmeirense.

Por Thiago Gomes

Definitivamente, virou bagunça. Após Felipão declarar que conversou com a diretoria sobre a não renovação de contrato no final do ano, Arnaldo Tirone, presidente do clube, negou a informação e confirmou que não existiu nenhum tipo de diálogo sobre o assunto.

“Comigo não teve conversa nenhuma. Nem com o (vice-presidente Roberto) Frizzo. Deve ter falado com ele mesmo. Só se ele ainda vai falar. Mas o futuro a Deus pertence. Eu não sou astrólogo e nem vidente. Eu acho que se o Palmeiras for campeão esse ano, e a torcida gritar “fica”, ele fica. Ele gosta de São Paulo, do Palmeiras e está ambientado,” disse Tirone, em entrevista para o jornal Lance!.

Roberto Frizzo ratificou o que Tirone disse.

“Nós nunca tivemos essa conversa de que será melhor isso ou aquilo, nem sobre permanência ou retirada do treinador. Faltam sete meses para o contrato dele acabar e não sei se estaremos vivos até lá. Em sete meses uma criança nasce. Estou preocupado com a Copa do Brasil,” afirmou.

O Palmeiras enfrentará o Atlético-PR para tentar chegar às semis da Copa do Brasil 2012. Uma vitória, ou até mesmo um empate (0 a 0 ou 1 a 1), pode garantir o Verdão na fase seguinte. Com isso, Felipão poderá respirar melhor e dar continuidade no trabalho, que é bastante contestado no clube. Desde sua chegada, em 2010, o treinador chegou em duas semifinais (Paulista e Sulamericana) e não conseguiu nada melhor que décima colocação nos Nacionais.

Caso o Palmeiras deixe a Copa do Brasil nesta quarta, o técnico não terá mais clima para continuar treinando o alviverde.

 

Comentários

comentários