O Palmeiras venceu o Botafogo, por 1 a 0, na estreia do Brasileirão 2011. Kleber deixou sua marca em jogo comemorativo que marcou o centésimo jogo do Gladiador com a nossa camisa.

Felipão ousou e colocou Tinga na equipe titular, mesmo sem ter colocado o meia entre os titulares nos treinos da semana. O Botafogo, sem Loco Abreu, Herrera e o técnico Caio Júnior, todos suspensos, colocou Maicosuel entre os titulares para tentar surpreender.

Logo aos 3 minutos de jogo, Maicosuel mandou bola na área, mas o goleiro Marcos interceptou. O Palmeiras procurava uma forma de criar jogadas, mas sem Valdívia e Lincoln a situação ficou bem complicada. O jeito era aproveitar as bolas perigosas de Marcos Assunção. Aos 7, Assunção mandou belíssima bola por cima da zaga carioca. Adriano não alcançou por pouco. Fatalmente seria o primeiro gol palestrino na partida.

Felipão sabia que o time teria dificuldades para armar. Por isso gesticulou bastante e pediu posicionamento aos seus comandados. O jogo definitivamente se virou para bolas paradas, tanto para Palmeiras quanto Botafogo. Aos 45, Assunção, de novo, mandou um balaço no travessão. Na volta, João Vitor por pouco não mandou para as redes. O primeiro pode ser resumido dessa maneira. Kléber bastante brigador e Luan tentando fazer papel de lateral, abrindo a defesa do Botafogo. Mas os cariocas vieram bem compactos e não permitiram a infiltração dos atletas palmeirenses.

Na segunda etapa, Felipão tirou Tinga – que pouco produziu – e colocou Patrick. O time melhorou sensivelmente e começou a criar mais jogadas de ataque, trabalhando bem a bola. Logo aos seis minutos, o resultado: Patrick perdeu gol incrível dentro da área botafoguense. A chance criada e a boa jogada empolgaram a torcida em São José do Rio Preto, que compareceu em bom número para apoiar o Verdão.

O time definitivamente tinha melhorado. As chances começaram a aparecer, enquanto Kleber e Luan tentavam furar o bloqueio alvinegro. Os cariocas não estavam entendendo o propósito palmeirense na partida. Aos 20, Márcio Araújo encontrou Kleber dentro da área. O Gladiador dominou, cortou Lucas Zen e mandou um chutaço no ângulo de Jefferson. Um golaço, estufando a rede e saindo para o abraço. No dia em que fez 100 jogos pelo Palmeiras, marcou gol decisivo da vitória palestrina.

Com o gol, o Palmeiras passou a tocar melhor a bola, com mais calma. Já o técnico Cassius Hartmann lançou o time carioca todo no ataque. Mas a defesa do Palmeiras estava bem compacta e levando a melhor, apesar de Thiago Heleno ter levado pelo menos umas três “duras” de Felipão na partida.

No final, Maicosuel cobrou falta na entrada da área, mas não levou perigo à meta do goleiro Marcos. E foi só.

Vitória importante no começo do Campeonato. Como trata-se de pontos corridos, acumular pontos é sempre importante. O próximo confronto palmeirense será no próximo final de semana, contra o Cruzeiro, em Minas.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 1X0 BOTAFOGO

Estádio: Teixeirão, São José do Rio Preto (SP)
Data/hora: 22/5/2011 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Julio Cesar Santos (RS)

Renda/público: R$ 400.078,00 / 13.700 pagantes
Cartões amarelos: Thiago Heleno, Kleber (PAL); Lucas, Marcelo Mattos (BOT)
Cartões vermelhos: –
GOLS: Kleber, 20’/2ºT (1-0)

PALMEIRAS: Marcos, João Vítor (Chico 30’/2ºT), Danilo, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Tinga (Patrik, intervalo); Luan (Pierre 45’/2ºT), Adriano e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

BOTAFOGO: Jefferson; Antônio Carlos, Lucas Zen e Fábio Ferreira; Lucas (Cidinho, intervalo), Arévalo, Marcelo Mattos (Alexssander 23’/2ºT), Thiago Galhardo (Bruno Tiago 12’/2ºT), Maicosuel e Cortês; Caio. Técnico: Cassius Hartmann (no lugar de Caio Júnior, suspenso).

Comentários

comentários