Palmeiras joga muito mal e concede empate na primeira partida do Brasileiro 2012.

Por Thiago Gomes

O Palmeiras fez uma de suas piores partidas do ano. Se não for a pior. O empate pouco importou. A postura do time em campo revoltou bastante os torcedores, que estão receosos com a segunda partida diante do Atlético-PR. Felipão, mais uma vez, optou pelas piores opções e mandou Luan e Patrick, deixando Mazinho no banco.

O jogo

Mais uma vez, Barcos ficou isolado na frente e não teve chances. Felipão optou pela entrada de Patrick e Luan, deixando Mazinho, em boa fase, no banco. A Portuguesa, rebaixada no Paulista 2012, não tinha nenhuma condição de estar na série A do Brasileiro. Mas, ainda assim, conseguiu dominar algumas ações do jogo.

Aos 20 minutos, Luis Ricardo despontou e saiu na frente de Bruno. O jogador desceu o pé, mas o goleiro palestrino fechou bem o ângulo, impedindo o gol da Lusa. Aos 37, gol do Palmeiras! Belíssima troca de passes do setor ofensivo. O último passe foi de Patrick, que deixou Luan com a visão aberta. O atacante, então, bateu no cantinho, marcando um golaço e abrindo o placar: 1 a o Palmeiras!

Para o segundo tempo, Felipão tirou Leandro Amaro e promoveu a entrada de Maurício Ramos. A alteração, muito provavelmente, foi consequência de uma lesão do zagueiro. O Palmeiras, em si, não mudou. Mas a Portuguesa começou a dominar o meio campo e dar lançamentos sem destino, confundindo a zaga do Verdão.

Na sequência, Daniel Carvalho sofreu entrada e acabou sentindo, dando lugar à Mazinho. O substituto entrou para fazer função de meia, mas não conseguiu desempenhar seu papel corretamente. A única chance que teve, quase marcou: sozinho, na marca do pênalti, arriscou. Weverson fez defesa sensacional e impediu a ampliação do placar no Pacaembú.

A partir dos 20 minutos, o Palmeiras simplesmente parou de jogar e tentou segurar o resultado. Porém, o adversário veio para cima e ameaçou duas vezes, com muito perigo. Aos 41, depois de tanto insistir, a Portuguesa empatou: depois de escanteio, a bola sobrou na lateral. O jogador da Lusa cruzou e Rodriguinho, no meio da zaga, desviou de cabeça e matou Bruno: 1 a 1.

Depois de ver o erro absurdo que cometeu, o time lançou-se à frente com muito afinco e vontade, tentando retomar a vantagem. Maikon Leite acertou a trave e quase virou, mas o jogo terminou empatado, para revolta dos palmeirenses que estavam presentes na fria tarde de sábado: 1 a 1.

 

Frases

“Foi um empate com gosto de derrota. Tomamos um gol com o jogo praticamente na nossa mão. Jogamos bem, mas de pouquinho em pouquinho a gente vai chegar lá,” disse o camisa 1 do Palmeiras, Bruno;

“Não acho cedo (para vaiarem). Eles tinham de começar a ensaiar ontem (sexta) de manhã, para fazer um corinho mais legal. Eles pagam ingresso, se não pagam, aí é chato. Mas se pagam, xinguem, gritem, têm direito. Nós que temos de fazer o trabalho,” disse Felipão, sobre as vaias dos torcedores no Pacaembú.

“A torcida quer a vitória. Eles vieram nos apoiar, nós não retribuímos e, infelizmente, saímos com o empate. Agora precisamos levantar a cabeça, pois quarta-feira tem um jogo decisivo,” afirmou o lateral direito Cicinho.

 

Ficha Técnica: PALMEIRAS 1 x 1 PORTUGUESA

Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 19/5/12 – 18h30
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Anderson Moraes Coelho (SP) e Fabio Rogério Baesteiro (SP)
Renda/ público: R$ 271.801/ 8.939
Cartões amarelos: Ananias 34’/1T (POR); Luis Ricardo 15’/2T (POR); Rogério 37’/2T (POR); João Vitor 47’/2T (PAL)
Cartões vermelhos: – 

GOLS: Luan 37’/1T (1-0) e Rodriguinho 41’/2T (1-1)

PALMEIRAS: Bruno, Cicinho, Henrique, Leandro Amaro (Maurício Ramos 2T) e Juninho; Márcio Araujo, João Vitor, Patrik, Daniel Carvalho (Mazinho 7’/2T) e Luan; Barcos (Maikon Leite 35’/2T). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

PORTUGUESA: Wéverton, Luis Ricardo, Renato, Rogério e Raí; Wilson Matias (Bruninho 39’/2T), Léo Silva, Boquita (Michael 24’/2T) e Henrique; Ricardo Jesus (Rodriguinho 16’/1T) e Ananias Técnico: Geninho.

 

Os melhores momentos:

Comentários

comentários