O Palmeiras fechou o mês de setembro com um déficit de R 4,6 milhões. Algo incomum em um ano que a agremiação alviverde vem atingindo números importantes no aspecto financeiro, que ocorreu principalmente por causa dos gastos no futebol.

Segundo apurou o ESPN.com.br, o Palmeiras teve R$ 27.557.766,00 em despesas nos departamentos de futebol profissional e não profissional ao longo do mês de setembro, contra R$ 23.572.335,00 de receitas.

Os números geraram um incomum prejuízo de R$ 3.985.431,00 apenas no futebol, algo que tem sido raro em 2015. Ao longo do ano, nos balanços de contas divulgados mensalmente nas reuniões do Conselho, apenas o social e os demais esportes apresentavam déficit.

LEIA MAIS:
Palmeiras terá reunião para definir futuro de Rafael Marques
“Invicto com Daronco”, Palmeiras encontra árbitro pela 7ª vez em 2015
Futebol gera prejuízo incomum e faz Palmeiras fechar mês com déficit de R$ 4,6 mil

O aumento excessivo nos gastos com o futebol são explicados por investimentos feitos na base ao longo de setembro. Se o Centro de Formação de atletas teve receita de apenas R$ 6 mil, as despesas atingiram R$ 1.965.425,59.

Já no time profissional, R$ 23.113.485,26 ingressaram nos cofres do Palmeiras durante o mês em bilheterias e patrocínios.

No entanto, o clube desembolsou R$ 24.975.033,08, sendo R$ 8.360.465,54 em salários de atletas e comissão técnica, mais R$ 5.075.946,27 em direitos de imagem e pessoa jurídica aos funcionários do futebol.

Apesar do prejuízo no setor em setembro, o Palmeiras soma um superávit de R$ 18.273.319,00 no futebol em 2015.

No entanto, um déficit de R$ 17.288.506,00 no social e nos demais esportes faz com que o lucro do clube ao longo de todo o ano seja de apenas R$ 984.812,00. Mesmo assim, é algo comemorado, já que o time alviverde vem fechando no vermelho há algumas temporadas.

O clube não costuma comentar oficialmente questões de caráter interno.

Fonte: ESPN

Comentários

comentários