Mais dolorido do que perder um clássico é ser derrotado após dominar o jogo com um jogador a mais em campo durante todo o segundo tempo. Essa dura situação foi vivida pelo Palmeiras, na noite desta quarta-feira, no Itaquerão. O time perdeu para o Corinthians por 1 a 0, pelo Campeonato Paulista, e os jogadores culparam a falta de acerto nas finalizações pela derrota.

“De certa forma era obrigação para a gente fazer gol. Criamos chances. Principalmente em um clássico, tem que fazer, se não fica difícil”, afirmou o lateral-direito Jean. A equipe teve mais posse de bola no segundo tempo, acertou um chute no travessão e não conseguiu ao menos o gol de empate. O Corinthians ficou com um jogador a menos desde a etapa inicial, com a expulsão por engano do volante Gabriel, que não cometeu falta no lance.

Logo depois do gol de Jô, aos 42 minutos do segundo tempo, os palmeirenses demonstraram desespero. Os zagueiros viraram atacantes e o time insistiu nas jogadas aéreas. “Às vezes, com um a mais, você tem de tomar as rédeas do jogo. “Empenho não faltou, é difícil um clássico como esse, nossa equipe sai derrotada com tristeza por perder para o Corinthians”, disse o atacante Alecsandro.

Poucos jogadores deram entrevista depois da partida. Dias após dedicarem ao técnico Eduardo Baptista uma vitória pelo Estadual sobre o São Bernardo, por 2 a 0, o time voltará a sentir cobranças por resultado. No próximo sábado, o Palmeiras receberá a Ferroviária, no Allianz Parque, em nova rodada do Paulistão.

Comentários

comentários