O Palmeiras perdeu para o Fluminense no Rio de Janeiro por 1 a 0. O gol de Gilberto, após falha na zaga, trouxe mais um problema para o clube paulista.

Após a partida, a diretoria se reuniu ainda no estado carioca e demitiu o técnico Roger Machado. Não conseguiu contornar a pressão e caiu do cargo de comando.

O presidente Maurício Galiotte recebia, diariamente, diversas ligações de conselheiros e sócios pedindo a cabeça do treinador. Na visão deles, já era tempo do time ter padrão de jogo e apresentar resultados. Galiotte sustentou durante bom tempo, mas não conseguiu mais segurar a barra após a derrota de ontem.

Outra crítica feita por conselheiros é porque a demissão não foi feita antes da Copa, quando o Palmeiras fez excursão pelo Panamá e Costa Rica. Se tivesse trocado de técnico antes, o novo profissional teria tempo de ajeitar o time de alguma forma e melhorar o desempenho no ano.

Alexandre Mattos, executivo de futebol, recebeu a incumbência de procurar um novo técnico. Jair Ventura, recém demitido do Santos, e Zé Ricardo, que já comandou Flamengo e Vasco, são os favoritos para o cargo. Por enquanto, Wesley Oliveira, do sub-20, assume interinamente a posição.

Comentários

comentários